Loading

O Autor

BENEDITO C G LIMA - Nasceu em São Paulo,mas foi criado em Ms.Desde cedo escreve. Começou na Escola Reunida Estrella do Oriente.Depois fez o curso ginasial na Escola Estadual Maria Leite.Leme do Prado. Oensino Médio na escola Técnica de Comércio e na Escola Normal Maria Leite. Na Universidade Federal de Ms curso História e Pedagogia. Trabalhou como Leiturista na CEMAT S/A.Depois Fiscal na Prefeitura Municipal de Corumbá.Posteriormente foi Auxiliar Judiciário.Nesse meio tempo começou a lecionar nas Escolas Públicas de Corumbá e de Ladário.Nas horas de folga,dedicava-se a intensa leitura:os Clássicos e os Contemporâneos..Sempre escrevendo e agitando o Movimento Cultural,através do Gremio Estudantil Euclides da Cunha (Escola Maria Leite) .Criou durante o periodo de estudante o Jornal O NOTURNO.. (Escola Maria Leite) e o CORREIO ESTUDANTIL (Escola Técnica de Comércio).Participou de vários certames literários da Escola,onde acabou fundando a Escola Poética Castro Alves,mas tarde virou PEC -Poetas Estudantis de Corumbá,dando mais tarde origem ao Grupo ALEC-Arte Literária Estudantil de Corumbá em 7 de janeiro de 1972,juntamente com diversos estudantes de várias Escolas locais.E numa iniciativa inédita parte para a organização de uma Coletânea de poemas só de estudantes. O livro chamou-se A NOSSA MENSAGEM.Essa plêiade de valoroso jovens revolucionou a Cultura da época.Esse foi o primeiro dos muitos livros que esse dinâmixo Grupo organizou sob o comando do Poeta Negro Benedito C G Lima. Durante mais de 35 anos o poeta,sonhador deu aulas em cerca de dez Escolas da região,introduzindo ogosto pela poesia nas Escolas,através do Varal de Poesias,Saraus,Contação de Histórias,entre outras Atividades.Multicultural,Benedito C G Lima passava por várias nuances literárias,como escrever e dirigir peças,Contação de Histórias,Palestras,Oficinas de Artes e Grafitagem. Um sujeito dinãmico,cada hora fazendo,criando,estimulando. Funda o Movimento Negro trazendo a modelo negra Pinah para dar inicio a grande saga da negritude,isso em 1978,culminando em 2018 com a criação da Sala da História do Negro no Museu MUHPAN. Durante esse trajetória cultural participou de inúmerascoletâneas,sendo verbête na ENCICLOPÉDIA DE LITERATURA BRASILEIRA,de Afrânio Coutinho. E também em outros dois Dicionários. Os pantaneiros costumam dizer que esse Poeta é o Homem dos 7 Instrumentos ,dada a sua versatilidade cultural:Literatura,Teatro,História,Folclore e Música.Tudo por ter sido professor de Artes.